Quem Somos

Decifrar os códigos do sistema político brasileiro parece difícil e demorado…

Mas e se pudéssemos aprender como funcionam seus mecanismos em 5 minutos?

Surgimos em 2015, em uma viagem do Ônibus Hacker pelo Brasil onde diversos jogos sobre Política estavam sendo prototipados e testados, uma das paradas foi uma manifestação em Brasília, em que Júlia Carvalho e outros integrantes, tiveram a ideia de fazer uma intervenção para aplicar os jogos e provocar reflexão e diálogo sobre as reivindicações que estavam sendo feitas. Naquele cenário de muitas certezas, fervor e indignação, a pergunta central era se os manifestantes de fato conheciam as consequências legais de suas solicitações. Por meio dos jogos, entraram em cena as regras que regem o funcionamento da Política, as pessoas se surpreenderam e foi possível aprofundar o debate e perceber que nem sempre os resultados que mais tarde seriam desencadeados, estavam de acordo com aquilo que elas inicialmente acreditavam.

Entendemos que compreender as regras é fundamental para poder modificar o jogo. Do contrário, corremos o risco de trocar muitas vezes os personagens, mas ter sempre resultados semelhantes. Utilizamos princípios da ciência da informação, design e gamificação com o objetivo de traduzir informações de interesse público decisivas e promover espaços de construção democrática em tempos de intolerância política.

Somos uma organização da sociedade civil criada e administrada por mulheres, focada em democratizar a educação política com o uso de jogos, formalizamos a organização em janeiro de 2017 como associação sem fins lucrativos. Desenvolvemos e disseminamos ferramentas para fortalecer a cidadania, com conteúdos que permitem a compreensão das regras que ditam o funcionamento das instituições públicas e influenciam a participação cidadã, para que cada vez mais pessoas possam interferir estrategicamente, tornando os processos públicos mais democráticos, transparentes e conscientes.

Nossos jogos estão licenciados pela norma Creative Commons, podendo ser baixados, impressos e montados gratuitamente, ou adquiridos pronta entrega a partir de doação. Trabalhamos com a gamificação de informações públicas, as quais acreditamos não poder ter seu acesso restringido. Atualmente, contamos com mais de 20 jogos já disponíveis para download no nosso site e em outros repositórios de tecnologia social como Recursos Educacionais Abertos (REA) da EducaDigital, Plataforma do Ministério da Educação (MEC) de Recursos Educacionais Digitais e Banco de Recursos Educacionais da Fundação Banco do Brasil.

Desde 2016 atuamos em parceria com escolas de governo como Escola do Parlamento da Câmara Municipal de São Paulo, Escola Legislativa de Piracicaba, Programa Agentes de Governo Aberto da Prefeitura de São Paulo, escolas públicas, Virada Política, Voto Consciente Jundiaí, Instituto Elos, Sescs, e outras organizações. Em 2017 ganhamos o Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social, na categoria Educação. Em 2018 fomos finalistas do Prêmio Empreendedor Social do Futuro da Folha de São Paulo.

Atualmente trabalhamos desenvolvendo e aplicando cursos sobre sistema político, gamificação política e formação de multiplicadores para replicar as tecnologias desenvolvidas. Realizamos pesquisas, criação de jogos, aplicação e consultoria para ampliar conhecimento sobre assuntos públicos e para elaborar a partir da reflexão, acordos coletivos que deem espaço para novas alternativas que influenciam positivamente comportamentos, culturas organizacionais e políticas.

Em 2019 trabalhamos com o Vote LGBT para criar jogos sobre os direitos LGBT que estão expostos como instalação no Sesc 24 de maio durante a Bienal VideoBrasil e com o CAMI – Centro de Apoio ao Migrante, desenvolvendo instrumentos pedagógicos lúdicos para trabalhar com o público migrante que se concentra na região do Bom Retiro e grande São Paulo, abordando as temáticas de Combate ao Trabalho Infantil, Combate ao Trabalho Análogo à Escravidão na indústria da moda e direitos da população migrante. E realizamos em parceria com a Associação de Juízes Magistrados do Trabalho XV (Amatra XV) a criação do Trabalho em Jogo, ferramenta sobre direitos trabalhistas e o funcionamento da Justiça do Trabalho.

Somos uma rede multidisciplinar que promove educação política lúdica para compreender e reescrever processos públicos. Entendemos que conhecer o presente é parte essencial para não repetir o passado. Esperamos que os jogos possam contribuir para mediar diálogos políticos saudáveis, estratégicos e reimaginar a Política que queremos. Vem com a gente?

 

Missão: Construir em conjunto educação política lúdica para compreender os processos públicos que determinam a realidade brasileira.

Visão: Fortalecer, em rede, a política como ferramenta cotidiana e imaginar novos processos para interferir nas decisões públicas de forma plural e estratégica.

Valores: Transparência, cultura maker, código livre e interdisciplinaridade.

Nossos Princípios

Transparência e Integridade

Somos uma organização que sistematiza conteúdos e processos de interesse público. Prezamos pela transparência e integridade, que são pilares para a garantia de legitimidade e confiança, consolidamos esses valores em nossas práticas por meio de prestações de contas, transparência e integridade no desenvolvimento de nossos processos. Além disso, sempre utilizamos referências confiáveis e divulgamos as fontes de nossos dados.

Código Aberto e Representatividade

Nossos jogos, metodologias e demais materiais educacionais são desenvolvidos para serem amplamente disseminados, com o objetivo final de informar e instigar a população. É permitido que os nossos materiais sejam distribuídos e utilizados de forma escalonada por qualquer pessoa, exceto por instituições privadas e/ou pessoas físicas que os utilizem em processos com fins econômicos; partidos políticos e/ou campanhas eleitorais, com o objetivo de adquirir capital político para um candidato ou partido. Deve sempre estar explícito por quem aquele material foi produzido, fazendo referência a nossa organização. A Fast Food da Política é uma organização criada e administrada por mulheres, acreditamos que dentro dos processos de inovação democrática e política é fundamental também que haja representatividade, dando nome e protagonismo para as pessoas, cujo trabalho dentro da neutralidade – onde a norma é imposta – tem pouco ou nenhum espaço para serem reconhecidas e terem suas produções divulgadas.

Suprapartidarismo e Democracia

Temos a postura de manter relações múltiplas e plurais com todos os partidos, coletivos, pessoas, instituições e demais atores que compõem o cenário político. Acreditamos que, antes de assumir qualquer posicionamento, é necessário haver a compreensão do funcionamento das regras do sistema e defendemos a análise críticade pensamento, baseada em fatos, não em crenças. Portanto, não defendemos bandeiras ou posicionamentos políticos como organização, e prezamos para que cada participante esteja apto a construir a sua própria conclusão a partir de nossas atividades.

Possuímos compromisso com os direitos humanos e não desenvolvemos ou reproduzimos conteúdos que ferem este princípio. Com o objetivo de democratizar o acesso à informação aos mais diversos públicos, a Fast Food da Política, a cada serviço contratado por instituições privadas, oferece uma aplicação de jogos ou formação de multiplicadores, com materiais já desenvolvidos pela organização, para um grupo ou instituição em zona de alta vulnerabilidade social. A contratante poderá indicar uma instituição a sua escolha (desde que apresente os indicadores necessários) ou poderá escolher uma das opções ofertadas pela Fast Food, que elaborará um relatório de atividades com fotos e depoimentos para a contratante.

Equipe

Júlia Carvalho
Júlia Carvalho
Fundadora-Presidente
Thays Esaú
Thays Esaú
Vice Presidente
Gabrielle Nascimento
Gabrielle Nascimento
Analista Administrativa
Bruna Quirino
Bruna Quirino
Analista Financeira

Associadas(os)

Conselho

Marcus Bonfim
Marcus Bonfim
Relações-públicas, mestre em Ciências da Comunicação pela ECA-USP e professor de comunicação na Fecap e Universidade Anhembi Morumbi.
Tania Rodrigues Mendes
Tania Rodrigues Mendes
Formada pela ECA/USP, foi por mais de 25 anos Analista Legislativa da ALESP e atua na formação política de cidadãos, parlamentares e agentes públicos.
Tony Marlon
Tony Marlon
Jornalista pela UNISA, tem se dedicado a impulsionar ideias e iniciativas que conectam educação, comunicação e território. Participou das criações do Núcleo de Comunicação Maré Alta, Escola de Notícias e atualmente sonha a Historiorama.
Wellington Nogueira
Wellington Nogueira
Fritas, em um Fast Food é aquilo que não pode faltar. Palhaço, Ator e Empreendedor Social conhecido por fundar Doutores da Alegria.

Nosso Progresso

Pessoas compreendendo regras do sistema político de forma lúdica
100%
0%
Pessoas engajadas em aprender mais sobre a estrutura política
88%
0%
Financiamentos coletivos atingidos
100%
0%

Onde Jogamos